Recrutamento à distância: desafios e aprendizagens

O recrutamento remoto é uma prática cada vez mais comum, exponenciada pela fase de pandemia que vivemos. Na Claranet, como em muitas empresas, a transição para um processo virtual tem sido natural e inevitável obrigando-nos, enquanto recrutadores, a incorporar esta nova realidade e as suas mais-valias no nosso dia-a-dia.

Recrutar candidatos fisicamente distantes não é novidade. O que difere na situação atual é a impossibilidade de integrar a entrevista presencial no processo, tornando-o exclusivamente remoto: o contacto telefónico inicial, a entrevista por videochamada, os testes via e-mail, a contratação e o primeiro dia de trabalho a partir de casa. Tudo isto sem conhecermos pessoalmente o novo colaborador.

O desafio da distância

A entrevista por videochamada é o mais próximo que temos de um contacto presencial. Devemos tomá-la, o mais possível, como uma entrevista tradicional, garantindo atenção extra aos detalhes que, em presença, analisamos quase inconscientemente.

Observamos a comunicação não verbal do candidato através do olhar, das reações e dos gestos, procurando avaliar as suas capacidades de colaboração, adaptação e comunicação. Características que são muito importantes, por exemplo, no recrutamento de um candidato para uma posição de liderança na Claranet, e que a distância dificulta.

A tecnologia, que é facilitadora de todo este processo, também pode ser um desafio. Em entrevistas de recrutamento realizadas na Claranet, já ocorreram falhas na ligação, afetando a sua realização ou impedindo a utilização de vídeo. Por outro lado, a entrevista não presencial pode levar a falhas de comunicação que podem gerar mal-entendidos, nem sempre fáceis de solucionar. Procuramos ser mais claros no discurso e garantir a compreensão da mensagem.

A vantagem do remoto

O recrutamento à distância oferece desde logo uma grande flexibilidade ao candidato, a qual não teria se precisasse de se deslocar para uma entrevista presencial, representando ainda uma poupança não só de custos, mas também de tempo. É mais fácil encontrar espaço na agenda para uma videochamada do que ter de alterar o seu horário de trabalho em função deste agendamento.

Da mesma forma, sentimos por parte do candidato uma maior disponibilidade para marcar novas entrevistas, se necessário, e um maior à-vontade por se tratar de uma entrevista virtual. Não são tão visíveis o nervosismo e o desconforto habituais, sobretudo quando a pessoa está a ser entrevistada a partir da sua casa, o que contribui para uma conversa mais consistente. Para nós, recrutadores, é positivo que o candidato sinta menos constrangimentos do que numa entrevista presencial.

Aprendizagens para o futuro

A pandemia tem impulsionando os recrutadores a reinventar os seus métodos e as organizações a mudar os seus procedimentos, para dar resposta à nova realidade.

Fruto das circunstâncias económicas e sociais sentimos, na Claranet, que conseguimos acompanhar mais o candidato ao longo do processo. É uma situação nova para todos, que cria alguma ansiedade no candidato – se o processo se mantém aberto, se pode entrar na empresa remotamente, entre outras incertezas –, pelo que procuramos manter regularmente o contacto.

O mesmo em relação ao acolhimento: como as equipas estão a trabalhar à distância, nos Recursos Humanos reforçamos o acompanhamento aos novos colaboradores, garantindo que têm todas as ferramentas necessárias e que os conseguimos ajudar em todas as suas dúvidas.

São aprendizagens para o presente e para o futuro, como a utilização mais regular da tecnologia, que certamente passará a ser uma prática comum na fase inicial de alguns dos nossos processos de recrutamento. Mais que um desafio, esta é uma oportunidade para crescermos enquanto organização e modernizarmos processos, atraindo candidatos pela nossa capacidade de adaptação à mudança.

Written by Ana Alexandre - Recruiter Specialist

Com dez anos de experiência profissional em Recursos Humanos no setor de TI, os últimos anos têm sido focados na análise e recrutamento de perfis técnicos, sempre com o objetivo de selecionar os melhores e mais adequados profissionais para integrar as equipas da Claranet.

Esclareça as suas dúvidas connosco

Fale com um membro da nossa equipa

Ligue-nos através dos números 707 50 51 52 para falar com um membro da nossa equipa comercial ou de suporte.