Big Data Security e OSINT

A recolha de dados tem aumentado exponencialmente nos últimos anos, obrigando a um esforço extraordinário para enquadramento legal destas atividades que nem por isso esclarece o que é feito com estes dados e qual o objetivo do seu armazenamento.

António Ribeiro, Head of Cyber Security Claranet Portugal

António Ribeiro, Head of Cyber Security da Claranet Portugal, explica que "as fontes de informação abertas, sejam elas as redes sociais, blogues, websites ou quaisquer outras, têm fornecido uma quantidade gigantesca de dados, que poderemos, ou não, transformar em informação acionável.”

A principal dificuldade na análise de dados destas fontes abertas é a sua forma, dimensão e constante crescimento. Por essa razão, a proteção das pessoas e organizações, no que diz respeito à utilização indevida dos seus ativos digitais, só é possível com a implementação de processos de automação.

É claro que a utilização de IA é fundamental para as futuras utilizações de Open Source Intelligence (OSINT)”, afirma António Ribeiro, aproveitando para sublinhar que “será sempre indispensável a utilização de alguma componente humana para uma melhor e mais aperfeiçoada análise dos dados obtidos”.

Artigo completo em ITInsight, Edição 21

Esclareça as suas dúvidas connosco

Fale com um membro da nossa equipa

Ligue-nos através dos números 707 50 51 52 e/ou 21 319 92 00, entre as 09:00 - 18:00 de Segunda a Sexta, para falar com um membro da nossa equipa comercial ou de suporte.