DevOps, o que é e quais as vantagens?

As novas TI obrigam a processos de trabalho mais céleres e eficientes, e à utilização consciente dos recursos. Para não comprometerem a sua competitividade e capacidade de inovação e entrega, as empresas são obrigadas a otimizar os processos de trabalho e a adotar as melhores práticas, sem prejudicar a qualidade dos seus produto e serviços.

Com o aparecimento do DevOps as organizações encontraram uma forma de trabalhar que lhes permite automatizar processos e garantir a entrega de forma mais rápida de produtos mais inovadores e eficientes e que respondem às necessidades dos seus clientes. Como? Através de uma transformação que envolve processos, tecnologias, práticas, ferramentas, mas sobretudo pessoas.

O que é DevOps?

DevOps é um termo criado para descrever um conjunto de práticas e ferramentas que promove não só uma cultura de colaboração entre as equipas de desenvolvimento de software e de operações, mas também a adoção de processos automatizados para a produção mais rápida e segura de aplicações e serviços. Esta filosofia ajuda as equipas a serem mais eficientes, a inovarem mais rapidamente e a gerarem mais valor para o negócio e para os seus clientes. As áreas de engenharia de qualidade e segurança também fazem parte de uma equipa maior no modelo do DevOps. Este contexto mais ágil permite otimizar o tempo de resposta e aproveitar mais facilmente as oportunidades de mercado.

O que mudou com a metodologia DevOps?

Apesar de uma solução de software resultar do trabalho conjunto realizado pelas equipas de Desenvolvimento e Operações, estas áreas estão tradicionalmente integradas em setores diferentes na estrutura empresarial e têm motivações distintas. A ausência de prioridades e metas partilhadas entre estes departamentos dava origem a práticas isoladoras, gerava conflitos, penalizava o tempo de desenvolvimento, e promovia um ambiente de atribuição de culpa permanente que comprometia o ritmo de trabalho e a qualidade da oferta.

A cultura DevOps vem unir estas duas ilhas e revolucionar a dinâmica de trabalho. Como? Promove um ambiente de integração contínua; a disponibilização rápida e permanente de novas versões de software ou serviços; a utilização de ferramentas de trabalho que automatizam e simplificam processos de trabalho; e a comunicação constante entre as equipas envolvidas em todas as fases do ciclo de vida do software ou serviço. Mais alinhadas, as equipas podem pensar na organização de uma forma mais sistémica e focar-se nas necessidades dos clientes.

A adoção bem-sucedida desta nova abordagem envolve mais do que a simples utilização de novas ferramentas e métodos de trabalho. Obriga a uma mudança cultural assente num trabalho colaborativo que partilha sucessos, erros e responsabilidades, que olha para as falhas como algo que é inevitável, mas também uma forma de promover a melhoria e aprendizagem contínua, a partilha de experiências e a criação de boas práticas.

Quais as 3 principais vantagens na adoção de uma cultura DevOps?

O DevOps permite uma otimização de tempo e de esforço, propõe ciclos menores de desenvolvimento e quebra paradigmas potenciando a aproximação de diferentes áreas. De uma forma simples, processos que costumavam ser manuais e mais morosos, como a atualização de código ou o aprovisionamento de um novo ambiente, podem ser feitos de forma mais rápida e eficiente e com menos erros com recurso a práticas e ferramentas de DevOps. Existem várias vantagens para as equipas:

  • Otimização de deployments
    A metodologia DevOps aumenta a quantidade e a frequência das atualizações. São tipicamente updates incrementais e mais pequenos, que reduzem o risco de implementação e de downtime. Esta frequência otimiza também a deteção e correção de erros, e ajuda a empresa a garantir um produto de maior qualidade e mais ajustado às necessidades e requisitos dos seus clientes.
  • Velocidade
    A agilização dos processos de trabalho melhora significativamente o time-to-market e a capacidade de inovação. As empresas conseguem criar uma oferta mais atrativa, aumentam a sua competitividade, ajustam-se mais facilmente à dinâmica de mercado e tornam-se mais eficientes em termos de resultados comerciais. Com a ajuda de ferramentas de automação e dashboards simplificados, permite controlar métricas, executar deploys automáticos ou mais simples e a manter uma comunicação mais fluída.
  • Segurança e fiabilidade
    Com o DevOps o tempo médio de resolução de erros é encurtado porque a metodologia agiliza a sua própria manutenção. As práticas de integração e de entrega contínuas asseguram o bom funcionamento e a segurança das soluções, enquanto as práticas de monitorização e registo ajudam a controlar o bom desempenho em tempo real. A automação agiliza a gestão de sistemas complexos ou dinâmicos, e a infraestrutura como código permite administrar os ambientes de implementação, de teste e produção de uma forma mais eficiente. Tudo isto contribui para reduzir os riscos, os custos e para preservar a conformidade e o cumprimento dos padrões de segurança.

A Claranet tem sublinhado o papel cada vez mais estratégico e decisivo que as tecnologias e processos de DevOps desempenham no planeamento, desenvolvimento, disponibilização e monitorização contínua de software. A Cloud e o DevOps tornaram-se no novo padrão de serviço. As empresas necessitam de processos de desenvolvimento, entrega e teste que garantam a qualidade e segurança das suas aplicações, através de modelos de entrega contínua, para oferecerem aquilo que os clientes realmente querem - acesso à próxima geração de ferramentas e serviços inteligentes. A Cloud torna a adoção do DevOps mais fácil, rápida e económica, ao disponibilizar os recursos e as ferramentas necessárias para os objetivos propostos.

Para mais informações sobre DevOps e serviços Cloud fale connosco aqui.

Esclareça as suas dúvidas connosco

Fale com um membro da nossa equipa

Por favor, ligue-nos através do número 707 50 51 52 entre as 09:00 - 18:00 de Segunda a Sexta para falar com um membro da nossa equipa comercial ou de suporte.